• Laila Oliveira

Renúncia de herança pode beneficiar quem não se deseja

Sabe aquele história de filho renunciar herança para sua parte ficar com a mãe/ pai? Cuidado, a renuncia quando feito sem desconhecimento das regras pode beneficiar quem não se deseja! A renúncia é bem comum nos inventários e está ficando popular diante dos planejamentos sucessórios, mas trata-se de um instituo que requer bastante conhecimento, visto que é irrevogável, ou seja, não tem como mudar de ideia Quando alguém renuncia, a parte que lhe cabe da herança passa para os outros herdeiros da mesma classe que a sua. Ou seja, se A e B são casados, tendo os filhos C e D. Com a morte de B, caso o filho C renuncie a herança não irá para A e sim para o seu irmão (D). Ou seja, a parte da herança renunciada por B só iria para A, caso B não existisse ou também renunciasse. A renúncia pode ser um ótimo instrumento de planejamento sucessório, visto que com ela não é pago imposto, mas é necessário que se tenha uma advogada especialista para que seja feito juridicamente a vontade das partes.

Web design por Nourish Conteúdo Visual